Tradutor
EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Janeiro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário


Teste Piaggio Medley 125

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teste Piaggio Medley 125

Mensagem  Convidado em Julho 13th 2016, 18:51

Por isso a nova Beverly surpreende pela positiva em todos os aspectos, sendo um verdadeiro medley de vantagens que a colocam num patamar elevado em termos de funcionalidade.

Começando pela resposta do novo motor i-GET de 4 válvulas que, não sendo recordista no arranque, consegue convencer ao manter velocidades bastante interessantes, sendo bastante forte nas subidas mais ingremes, mesmo com a Medley completamente carregada com passageiro e mochilas.
As retomas são também bastante interessantes. O seu funcionamento é muito regular, desde o ralenti até ao limitador, e o som emitido pelo escape é suficiente para dar “salero” à condução, mas bastante discreto, pelo que não vai acordar nenhuma vizinhança quando se chega tarde a casa.



A resposta do variador é rápida e o efeito travão-motor é suficiente para permitir uma condução muito interessante em estrada de curvas. A manutenção também é escassa, com intervalos de 10.000 km entre revisões e substituição da correia do variador a cada 20.000 km.

Os mais sensíveis ao ruído, ou os mais ecológicos, ainda se podem regozijar do sistema “Start&Stop” que funciona na perfeição, não ficando em nada atrás do melhor da concorrência (leia-se “o da Honda PCX”).
O seu consumo muito contido, tendo registado durante este teste valores a rondar os 2,4 l/100km numa utilização normal, mista e sempre cheia de pressa, é outro dos grandes argumentos desta nova scooter.

A ciclística muito apurada, que proporciona elevados níveis de confiança, a par com um comportamento muito saudável mesmo quando abusada para lá dos limites do razoável, é simultaneamente muito confortável.
A travagem, que para além de potente é também muito doseável, está dotada de um ABS Bosch de dois canais, que proporciona uma elevada segurança nos pisos mais degradados e escorregadios.

O grande porta bagagens debaixo do assento é capaz de acolher dois capacetes integrais, mesmo os de maiores dimensões, e os diversos compartimentos de arrumação no painel frontal, com fechadura, são muito convenientes, não faltando sequer uma ficha USB para carregamento dos "gadgets" electrónicos.

A posição de condução bem elevada, proporciona um enorme controlo sobre o trânsito, e oferece espaço mesmo para os condutores de maior estatura, sendo que os mais baixos têm que enfrentar um assento relativamente elevado, de onde no entanto é fácil "escorregar" para colocar os pés bem assentes no chão.
O descanso central é fácil de usar e muito estável, a iluminação é muito boa em todos os aspectos, e superior à média do segmento. O passageiro beneficia de bastante conforto, com pegas bastante bem colocadas e bem desenhadas. Os poisa-pés escamoteaveis também proporcionam um bom apoio.

Mas o grande argumento desta Medley é o seu preço. Por 2.990 euros, da versão base (a versão "S" é ligeiramente mais cara devido às opções cromáticas) consegue-se comprar uma scooter cheia de estilo e com muita presença (sobretudo para os motociclistas de maior estatura fisica), muito prática, capaz de nos levar pela cidade muito mais rapidamente do que qualquer motão, ou pelo campo, numa qualquer pequena escapadela, sem pressas e muito perto da natureza, a "solo" ou acompanhados, e mesmo até por maus caminhos...


fonte;andar de moto

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum